• Domingo, 18 de Agosto de 2019

Honda CTX1300 traz estilo duvidoso e muita tecnologia

27/12/2013 - 10:31 - Aldo Tizzani/ Agência INFOMOTO - FOTOS: Divulgação
Tamanho da fonte:   - +

Projetada para o mototurismo, a recém-lançada Honda CTX1300 está ancorada em três princípios básicos: conforto, tecnologia e experiência. Ou seja, a moto foi desenvolvida para pilotos com muitos quilômetros rodados que querem mais desempenho e tecnologia de ponta, sem abrir mão da ergonomia. Como diferencial, o modelo touring da Honda está equipado com Controle de Tração (TCS), sistema de freios C-ABS, luzes e piscas em LEDs e sistema áudio com sistema Bluetooth. 

Apresentada no Salão de Motos de Milão, EICMA 2013, que aconteceu na Itália em novembro, a musculosa CTX1300 é muito parecida com a bagger Gold Wing F6B, já que usa carenagem frontal com duplo farol e compartilha o conceito “longa e baixa”. Para completar, assento em dois níveis, malas laterais rígidas e parabrisa baixo, como na Harley-Davidson Street Glide, sua principal concorrente no mercado norte-americano. É uma moto projetada para ser prática e oferecer posição de condução natural.

Motor

Topo de linha da família CTX, que inclui também as CTX700 e CTX700N, a moto usa o mesmo motor da ST1300, ou seja, um “V4” a 90° montado longitudinalmente. Com 1261 cm³ de capacidade cúbica, capaz de gerar 83 cv a 6.000 rpm. Com refrigeração a líquido e injeção eletrônica, o propulsor oferece muita força em baixas e médias rotações. O torque máximo de 10 kgf.m já está disponível a 4.500 giros. A cruiser da Honda traz ainda câmbio de cinco velocidades e transmissão via eixo-cardã, que segundo a marca, é livre de manutenção e lhe conferem bom escalonamento de marchas também em ambiente urbano. Com capacidade para 19,5 litros de combustível, a Honda informa que a CTX1300 tem uma autonomia superior a 330 km entre abastecimentos.

O freio dianteiro usa dois discos de 310 mm, mordidos por pinças de três pistões, enquanto o traseiro é de disco simples, de 316 mm, e também tem pinça de três pistões. Ambos os conjuntos ainda recebem o auxílio dos freios Combined ABS da Honda, suficientes para segurar o peso de 338 kg em ordem de marcha. 

A CTX1300 é montada sobre um quadro berço duplo em aço e tem suspensão invertida (upside-down) com curso de 43 mm na dianteira. Na traseira, o serviço fica por conta do sistema bichoque incorporado ao braço oscilante em alumínio. Os dois amortecedores contam com múltiplas regulagens na pré-carga da mola. Para completar as rodas em alumínio fundido – 18 x 3,5’’ (D) e 17 x 6,25’’(T) – são calçadas com pneus 130/70 R18 (D) e 200/50R17 (T). 

Mimos para viagem

Para reforçar sua vocação de estradeira, a CTX1300 ganhou alguns mimos para que o motociclista possa curtir melhor a viagem. Entre eles estão um eficiente sistema de áudio, com dois alto-falantes na parte frontal. Este, pode se conectar a iPods, leitores de MP3 e smartphones e permite visualizar as informações no painel de instrumentos central. A compatibilidade com Bluetooth também permite usá-lo com intercomunicadores de capacete. A tecnologia ainda está presente no sistema de desligamento automático dos piscas, que calcula distância, tempo e velocidade das mudanças de direção para desativar as luzes de indicação sem a necessidade do piloto intervir.

Já o painel de controle é completo: velocímetro e conta-giros analógicos apresentam as informações básicas, enquanto o mostrador digital LCD inclui hodômetro total e parcial, indicador de consumo de combustível, indicador da temperatura ambiente e relógio. 

A CTX1300 tem ainda uma completa gama de acessórios, que vai de parabrisa mais alto até luz de neblina, passando por encosto da garupa e top case. A CTX1300 vai estará disponível nas cores vermelha, preta e branca. O preço da moto ainda não foi definido pela Honda.

Mais Imagens
Clique na foto para ampliar
Topo
Publicidade
  • © 2002-2019 SHOPCAR - Sua Referência em Veículos - Classificados de Carros. Todos os direitos reservados