• Sábado, 7 de Dezembro de 2019

Honda Fit, City e HR-V feitos no Brasil têm 5 estrelas no Latin NCAP

17/11/2015 - 20:26 - Automotive Business - Fotos: Divulgação Latin NCAP
Tamanho da fonte:   - +

Em nova bateria de testes, a sexta do Latin NCAP, Honda Fit, City e HR-V receberam a pontuação máxima nos testes de impacto organizados pela entidade, representada por cinco estrelas nas avaliações de proteção aos adultos a bordo. Os resultados foram divulgados na segunda-feira, 16, em Brasília, véspera da Segunda Conferência de Alto Nível em Segurança Viária no Brasil. Na fase 6 do programa foram avaliados seis modelos em suas versões mais básicas. A Latin NCAP considerou que a estrutura dos três Honda apresentou desempenho estável, além dos cintos de segurança, pré-tensionadores e airbags proporcionarem proteção adequada para os passageiros que vão à frente.

Na avaliação de proteção para crianças o HR-V também recebeu cinco estrelas, enquanto Fit e City obtiveram quatro estrelas nessa categoria. Os três modelos são fabricados no Brasil, em Sumaré (SP) e contam com Isofix, sistema para fixação de cadeiras infantis no banco de trás.

“Fico orgulhosa em saber que os modelos que acabaram de ser lançados contam com a máxima qualificação e que os fabricantes assumem este compromisso de segurança com os consumidores. Espero que este compromisso se estenda para o resto das marcas para podermos nos aproximar do alvo do decênio das Nações Unidas, de reduzir para a metade as mortes no trânsito”, declarou a presidente do Latin NCAP, Maria Fernanda Rodríguez.

O Volkswagen Vento, versão do sedã Polo europeu produzido na Índia, foi lançado este ano no México e também ganhou cinco estrelas para ocupantes adultos, mas apenas três para crianças. O modelo conta com sistema Isofix, mas as três estrelas foram dadas devido a dificuldade de instalação dos sistemas de retenção infantil (SRI), além da sinalização dos Isofix que não cumpriam com os requerimentos do Latin NCAP.

Outro modelo brasileiro, o sedã compacto Ford Ka+, obteve quatro estrelas para a proteção de adultos e três para a de crianças. O Latin NCAP destaca que com SRI instalado e utilizando ancoragem Isofix o desempenho dinâmico foi positivo, “mas é de surpreender o fato de a Ford continuar a oferecer cintos de dois pontos na posição central do banco de trás em novas plataformas”, aponta o relatório.

Vale lembrar que estes cinco modelos citados acima tiveram seus testes patrocinados, em que as avaliações são feitas a pedido das fabricantes. Neste caso o Latin NCAP escolhe aleatoriamente a versão mais barata dos veículos para o crash test no pátio da montadora, que paga todas as despesas. Nos testes não patrocinados a entidade compra o veículo na rede de concessionárias do modelo em questão e arca com os gastos.

Chevrolet Aveo tem pior resultado

O Latin NCAP também realizou o crash test não patrocinado do sedã Chevrolet Aveo, o veículo da marca mais vendido no México e cuja versão de entrada é oferecida sem airbag, que não é obrigatório por lei naquele país. A plataforma compacta é da subsidiária coreana da General Motors, a Daewoo, e atualmente corresponde à antiga versão do Chevrolet Sonic, também vendido no mercado mexicano.

O Aveo teve a pior nota entre os carros testados na sexta fase do Latin NCAP, sendo classificado com nota zero (nenhuma estrela) para ocupantes adultos, embora tenha conseguido apenas duas estrelas para proteção de crianças. O teste considerou sua estrutura como instável e sem capacidade para suportar cargas maiores, além de apresentar alto risco de lesões que põem a vida do motorista em perigo.

Em 2006, o Euro NCAP havia testado o modelo sob as mesmas condições, mas a versão vendida na Europa contava com duplo airbag. Ainda assim, o parecer declarou que “a compressão do motorista indica um inaceitável alto risco de lesões que ameaçam a vida”. 

Para o secretário geral do Latin NCAP, Alejandro Furas, há uma preocupação elevada pelo resultado atual obtido pelo Chevrolet Aveo, especialmente por ser um veículo com alto volume de vendas em países como o México: “Este resultado não é isolado, há cinco anos que a Chevrolet vem se desempenhando negativamente em nossos testes em relação aos modelos de venda massiva. Em nossa recente classificação (ranking) de fabricantes, conforme a segurança oferecida, analisando mais de 60 modelos, a Chevrolet é o fabricante global com pior desempenho. O resultado de zero estrela do Aveo é decepcionante. Os níveis de segurança oferecidos pela Chevrolet à região da América Latina e do Caribe são inaceitáveis. A GM deve tomar as devidas providências para garantir que todos seus clientes da América Latina e do Caribe recebam o mesmo nível de segurança que seus clientes dos Estados Unidos”.

O Latin NCAP informa que divulgará em dezembro novos resultados de sua última bateria de testes do ano.

Mais Imagens
Clique na foto para ampliar
Topo
Publicidade
  • © 2002-2019 SHOPCAR - Sua Referência em Veículos - Classificados de Carros. Todos os direitos reservados