• Sábado, 6 de Junho de 2020

Nova Kombi e estreias mundias do novo Tiguan e Golf Cabriolet são atrações da Vw em Genebra

01/03/2011 - 14:51 - Redação
Tamanho da fonte:   - +

Após um 2010 muito comemorado, quando a marca Volkswagen superou dois novos marcos – 4,5 milhões de veículos entregues em todo o mundo e a apresentação de 15 novos modelos de produção – a fabricante alemã retoma seu crescimento e a ofensiva de novos produtos, de acordo com a diretoria da marca na Alemanha. A Volkswagen está apresentando no Salão Internacional de Genebra (3 a 13 de março) o novo Golf Cabriolet e a nova versão técnica e visualmente aperfeiçoada do Tiguan. Os modelos estão sendo lançados com tecnologias de propulsão sustentáveis e ambos têm todas as condições para continuar a trajetória de sucesso de seus antecessores.

Outra atração no estande da marca na mostra Suíça é o conceito Bulli, proposta da marca para a Kombi do século XXI. Movido por um motor elétrico e equipado com seis assentos, o conceito tem potencial para estabelecer uma quinta nova marca de veículo de transporte pessoal, junto ao Caddy, Touran, Sharan e seu companheiro maior, o Caravelle.

Novo Tiguan

O Novo Tiguan teve o estilo totalmente revisado na frente e na traseira, seguindo o seu irmão maior, o Touareg. Adotando o já conhecido "DNA de design" da Volkswagen, a dianteira é marcada pelo domínio das linhas horizontais. A grade e os faróis formam uma unidade. Como no Touareg, a grade é enriquecida por duas aberturas duplas cromadas. Também se destacam os faróis duplos opcionais com máscara negra (H7: Light Assist; bi-xenônio: Dinamic Light Assist). As luzes para uso diurno da versão a xenônio são formadas por uma faixa de 14 LEDs integrada aos faróis. Os parachoques na cor da carroceria também foram completamente redesenhados.

O Novo Tiguan ganhou também nova tecnologia de propulsão, com novos sistemas de assistência e motores que consomem até 0,7 litros de combustível a menos a cada 100 km rodados. Três dos sete motores que serão oferecidos na Europa – todos eles quatro-cilindros com compressor e injeção direta – são novidades para o modelo. Os quatro motores a gasolina (TSI) oferecem entre 90 kW / 122 cv e 155 kW / 210 cv. Os três a diesel (TDI) têm uma faixa de potência entre 81 kW / 110 cv e 125 kW / 170 cv.

Logo após seu lançamento, em 2007, o Tiguan assumiu a pole position nas tabelas de vendas de utilitários esportivos na Alemanha, posicionamento no qual permanece até o momento. Em todo o mundo, mais de 572 mil motoristas escolheram este SUV, num período de apenas três anos e meio. As vendas do Novo Tiguan na Europa começam em agosto.

Novo Golf Cabriolet

A Volkswagen está antecipando em Genebra um dos primeiros sinais do verão europeu: o novo Golf Cabriolet. Com quatro lugares, ele traz de série um elegante teto de tecido acionado por mecanismo eletro-hidráulico. A capota do Golf se abre em apenas 9,5 segundos e pode ser movimentada com o carro andando a até 30 km/h. Quando fechado, este Volkswagen é um dos conversíveis mais silenciosos do mundo, mesmo quando comparado a carros com teto metálico dobrável.

Como é esperado de qualquer Golf, o novo conversível também incorpora os mais altos níveis de qualidade e máxima segurança. Uma barra anticapotagem com acionamento automático, air bags frontais e cortinas laterais para proteção da cabeça e tórax, airbag para o joelho do motorista e ESP (programa eletrônico de estabilidade) são equipamento standard em todas as versões.

Além disso, o Golf Cabriolet oferece amplo espaço interior, graças a sua capota de tecido, juntamente com um portamalas totalmente aproveitável, com 250 litros de capacidade, mesmo quando o teto está recolhido.

Ideais para passear neste conversível, há seis motores turbinados com injeção direta e potências variando de 77 kW / 105 cv a 155 kW / 210 cv. Para assegurar prazer ao dirigir, as rápidas e eficientes transmissões DSG, com dupla embreagem, estão disponíveis para quatro dos motores oferecidos. Três motores a gasolina (TSI) e um a diesel (TDI), equipados com Tecnologia BlueMotion para economizar energia (regeneração da bateria e sistema Stop/Start).

A eficiência com que o novo Volkswagen administra o combustível é demonstrada pelo Golf Cabriolet 1.6 TDI (diesel) com 105 cv e Tecnologia BlueMotion: o consumo combinado é de apenas 22,72 km/l (emissões de 117 g/km de CO2). Até hoje, foram vendidos 684 mil Golfs conversíveis – número que rapidamente deverá ser superado com a chegada do novo modelo.

Bulli

A Volkswagen está reinterpretando a forma compacta original de uma verdadeira lenda automotiva, e projetando-a para o futuro na forma do veículo-conceito Bulli, a nova geração da Kombi. Quando foi lançada, em 1950, o código interno do projeto na Volkswagen era T1 (de Transporter 1). Os alemães a chamaram de Bulli, os americanos, de Microbus. No Brasil, onde até hoje é fabricada, é a Kombi.

Com este veículo, a Volkswagen finaliza um processo iniciado em 2001: dez anos atrás, a visão do que poderia ser uma nova Kombi levou a um inesquecível carro-conceito, chamado de Microbus. Mas certas visões precisam amadurecer antes de levar a algo de novo. Este é o momento certo para mostrar esta nova visão. O conceito foi refinado e as tecnologias sustentáveis necessárias já estão à mão.

Tão espaçosa como em 1950, tão inspiradora como sempre, o conceito da nova Kombi tem um estilo com uma limpeza nunca vista anteriormente. Mais compacta e acessível do que o conceito anterior, a nova Kombi está sendo apresentada em Genebra. A nova Kombi é movida por um motor elétrico, equipada com seis assentos e tem sistema de infotainment controlado via iPad.

A nova edição do utilitário tem 3,99 metros de comprimento, 1,75 metro de largura e 1,70 m de altura. Com 2,62 metros de distância entre eixos, o novo Bulli aproveita muito bem seu comprimento total. A bitola de 1,50 metro, bastante grande em relação à largura da carroceria, também se destaca no modelo. Este conceito tem potencial para estabelecer uma quinta nova marca de veículo de transporte pessoal, junto ao Caddy, Touran, Sharan e seu companheiro maior, o Caravelle. A nova Kombi poderá até tornar-se um ícone, como a T1 Samba, que continua sendo comercializada hoje a preços extremamente altos – um desses raros veículos que não perdem o brilho com o passar do tempo.

Graças a tecnologias de propulsão altamente avançadas, a Kombi em exposição em Genebra é o que se chama de "veículo sem emissões", movida apenas por eletricidade. Não há emissões nem cano de descarga. O motor elétrico do novo Bulli fornece 85 kW de potência e impressionantes 270 Nm de torque. Como ocorre com esse tipo de motor, sua força máxima é gerada desde a imobilidade. Silencioso, ele recebe energia de uma bateria de íon-lítio com capacidade máxima de armazenamento de 40 kWh.

Esta combinação eletrizante possibilita uma autonomia de até 300 quilômetros - número alto para um carro puramente elétrico. Quando a bateria da nova Kombi é recarregada, num "posto de abastecimento elétrico" especialmente projetado para veículos a eletricidade, o processo toma menos de uma hora.

O novo Bulli acelera de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos e sua velocidade máxima, limitada eletronicamente, é 140 km/h. O alcance e performance não apenas tornam o veículo compacto ideal para pequenas distâncias, mas também para a maioria dos que usam o carro para ir ao trabalho e em atividades recreacionais e desejam rodar sem emitir gases pelo escapamento.

Naturalmente, a nova Kombi poderá usar, alternativamente, os motores a diesel ou gasolina altamente eficientes feitos pela Volkswagen. Motores com 1,0 ou 1,4 litro, econômicos e limpos, mas muito fortes - a receita do que se chama downsizing. Ideal para qualquer um que queira cobrir o máximo de distância com mínimo consumo de combustível.

Mais Imagens
Clique na foto para ampliar
Topo
Publicidade
  • © 2002-2020 SHOPCAR - Sua Referência em Veículos - Classificados de Carros. Todos os direitos reservados