• Terça-feira, 25 de Junho de 2019

Uber agora quer invadir os céus

12/06/2019 - 17:35 - Mário Salgado - Fotos: Divulgação Uber
Tamanho da fonte:   - +

A Uber realiza essa semana a terceira edição do Uber Elevate Summit, no Ronald Reagan Building, em Washington, DC (EUA). O evento reúne uma comunidade global de construtores, investidores, formuladores de políticas públicas e colaboradores do governo, todos interessados em tornar realidade a visão do transporte aéreo urbano.

No encontro, a Uber realizou importantes anúncios voltados ao programa Elevate e ao Uber Air, sendo: a primeira cidade fora dos EUA a receber o piloto do Uber Air e os primeiros projetos viáveis de skyports (pontos de pouso) e de cabine.

Primeira cidade-piloto fora dos EUA

Melbourne, na Austrália, será a primeira cidade fora dos EUA a receber um piloto do Uber Air. Com isso, ela se junta àa durante Dallas e Los Angeles na expectativa dos primeiros voos-teste, previstos para 2020. O plano é começar operações comerciais a partir de 2023.

Levando a tecnologia da Uber para o céu, o Uber Air visa aliviar o congestionamento dos transportes no solo e inaugurar a mobilidade aérea urbana. A visão de longo prazo prevê veículos elétricos seguros e silenciosos, transportando dezenas de milhares de pessoas pelas cidades, pelo mesmo preço de uma viagem Uber X na mesma distância.

Susan Anderson, gerente-geral regional para a Uber na Austrália, Nova Zelândia e Norte da Ásia, disse: "Os governos australianos adotaram uma abordagem moderna para o compartilhamento de viagens e a tecnologia de transporte do futuro. Isso, juntamente com os fatores demográficos e geoespaciais únicas de Melbourne e a cultura de inovação e tecnologia, fazem dela a perfeita terceira cidade de lançamento da Uber Air."

Eric Allison, diretor global do Uber Elevate, disse: "À medida que as grandes cidades crescem, a dependência pela posse de carros particulares fica menos sustentável. A Uber Air possui um enorme potencial para ajudar a reduzir o congestionamento viário. Por exemplo, a jornada de 19 km do CBD para o aeroporto de Melbourne pode levar de 25 minutos a 1 hora de carro, em horário de pico, mas, com o Uber Air, levará cerca de 10 minutos".

"A tecnologia da Uber está mudando a forma como as pessoas se movimentam em suas cidades -de bicicletas a viagens compartilhadas por diferentes passageiros. Estamos. E sempre procurando maneiras de reduzir a necessidade de ter carros particulares. Nos próximos anos, com o Uber Air, queremos que as pessoas apertem um botão e façam um vôo".

O Uber Air possui um enorme potencial para ajudar a reduzir o congestionamento nas vias e melhorar a habitabilidade das cidades australianas --começando por Melbourne. Hoje, 3 em cada 4 moradores de Melbourne contam apenas com o seu carro para chegar ao trabalho, causando atrasos significativos nas principais rotas.

O congestionamento é uma preocupação crescente para as cidades ao redor do mundo, e a Austrália não está imune - atualmente, custa ao país US$ 16,5 bilhões por ano e será cerca de US$ 30 bilhões até 2030.

Design da cabine do Uber Air

O Uber Elevate revelou hoje seu primeiro projeto de cabine, em parceria com a Safran Cabin, dando uma prévia aos passageiros que viajarão utilizando o Uber Air.

O modelo da cabine, com capacidade para quatro pessoas, tem como objetivo tornar-se um padrão amplamente aceito pelos pilotos de eVTOL (veículo elétrico para pouso e decolagem verticais). A cabine pode ser mudada para atender a diferentes desenvolvedores, é pensada para ser manufaturável e projetada com requisitos de certificação em mente.

Design dos skyports (pontos de pouso)

Oito empresas líderes de arquitetura e engenharia também revelaram novos designs para os skyports (pontos de pouso), apresentando um conceito de individualidade e modernização da estrutura de estacionamentos. Eles representam os primeiros skyports tecnicamente viáveis para um lançamento comercial em 2023.

Além de considerar as operações de eVTOL, todos os conceitos também incluem espaço para bicicletas e scooters elétricas, infraestrutura de carregamento de veículos elétricos e uma conexão com o transporte público.

Os skyports também devem se integrar à comunidade, minimizar a geração de ruído, abraçar o uso de materiais sustentáveis e planejar conscientemente o uso de energia.

Sobre Uber Elevate

A Uber tem o objetivo de realizar demonstrações de voo em 2020 e disponibilizar comercialmente o compartilhamento de viagens aéreas para usuários em 2023, sendo que as primeiras cidades da Uber Air são Dallas-Fort Worth / Frisco, no Texas e Los Angeles, na Califórnia. A Uber estabeleceu parcerias com vários fabricantes de aeronaves altamente experientes, incluindo: Aurora Flight Sciences (agora uma subsidiária da Boeing), Pipistrel Aircraft, Embraer, Bell e Karem Aircraft. A empresa também firmou uma parceria imobiliária com a Hillwood Properties, assinou dois Acordos de Ato Espacial com a NASA: um para o desenvolvimento de novos conceitos de Gerenciamento de Tráfego Não-Tripulado e Sistemas Aéreos Não-Tripulados e um segundo para explorar novos conceitos e tecnologias para a Mobilidade Urbana Aérea. A Uber também assinou um Acordo Cooperativo de Pesquisa e Desenvolvimento com o Comando de Pesquisa, Desenvolvimento e E ngenharia do Exército dos EUA, Army Research Lab, para auxiliar no desenvolvimento de veículos e testes para a Uber Air. Isso inclui uma declaração inicial de trabalho conjunto para fornecer um financiamento de US$ 1 milhão para o desenvolvimento de pesquisa de tecnologia de rotor.

Mais Imagens
Clique na foto para ampliar
Topo
Publicidade
  • © 2002-2019 SHOPCAR - Sua Referência em Veículos - Classificados de Carros. Todos os direitos reservados