• Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2018

Veja como será o novo Honda PCX

13/04/2018 - 10:22 - Cicero Lima / Agência INFOMOTO - Fotos: Divulgação
Tamanho da fonte:   - +

Líder de vendas do segmento no Brasil, o scooter Honda PCX 150 recebeu mudanças em seu design e ciclística em todo o mundo – e deve chegar em breve ao nosso mercado. O modelo 2018 já foi apresentado na Europa, nos Estados Unidos e também no Sudeste Asiático, com um novo quadro, rodas e pneus, além de contar com a opção de freios ABS. 

Lançado em 2013 no País, o PCX está em sua segunda geração e já vendeu mais de 110 mil unidades – 30 mil delas só no ano passado. Conheça todas mudanças no novo modelo do scooter de 150cc da Honda.

Mais seguro e confortável

As grandes mudanças começam pelo quadro que passa a ser do tipo berço duplo e permitiu fixar os amortecedores traseiros em uma posição mais recuada. Segundo o fabricante, a nova fixação ajuda na absorção e evita as pancadas de final de curso – que causam tanta reclamação entre os consumidores. Os amortecedores também ganharam molas de constante tripla (ao invés de dupla) para proporcionar um funcionamento mais progressivo. 

Com o novo quadro, a distância entre-eixos foi reduzida em apenas 2 mm. Já as rodas de liga-leve aro 14 ganharam novo desenho (com oito raios, no lugar de cinco) e agora são calçadas com pneus mais largos: 100/80 no lugar do 90/90, na dianteira; e 120/70 substituindo o antigo 100/90, na traseira. 

Embora o PCX no Brasil tenha o sistema de freios combinados, a ausência do ABS sempre foi uma desvantagem. Principalmente quando o consumidor o compara com o Yamaha NMax que oferece o sistema. Exatamente por isso, o novo PCX conta com ABS no disco dianteiro de 220 mm. Na traseira, um tambor de 130 mm na Europa e nos Estados Unidos. 

Entretanto, em alguns mercados, como Indonésia, por exemplo, a marca japonesa apresentou um modelo com disco e sistema ABS nas duas rodas. Ainda não há informações sobre qual será a configuração do novo PCX 2018 no Brasil.

O certo é que o PCX fabricado em Manaus (AM) não usará o motor de 125cc, que equipa o scooter nos mercados europeus. Por aqui, a motorização vai continuar a ser o monocilíndrico de 150 cc com câmbio CVT (automático), que também é vendido nos Estados Unidos e na Ásia. 

Mais prático e moderno

As demais mudanças procuram tornar o PCX ainda mais prático. O banco está 3 mm mais alto (764 mm) e o compartimento sob o assento ganhou mais um litro de capacidade. Além disso, ficou mais fácil guardar os objetos, pois agora há uma mola que mantém o assento levantado. O porta-objetos atrás do escudo frontal também aumentou, o que permite alcançar os objetos com mais facilidade. A Honda ainda insistiu em uma tomada 12V ao invés de uma entrada USB para carregar o smartphone.

O painel mudou radicalmente, abandonando o ponteiro e o clássico mostrador redondo. A nova instrumentação tem apenas informações digitais e luzes de aviso. Envolvido por uma máscara negra permite rápida visualização da tela LCD e remete aos painéis dos automóveis da marca. 

O novo PCX também ganhou um design bem diferente do atual, com linhas mais afiladas e um inédito conjunto óptico. Suas luzes de presença, em LED, acompanham as linhas da carenagem frontal e incorporam as setas. Na traseira, a grande lanterna em forma de “X” traz os piscas integrados. 

Outra novidade para alguns mercados do sudeste asiático é a Smart Key (chave de presença), como nos scooters mais sofisticados da marca, SH 150 e 300. 

É inegável que o PCX mudou para melhor e agora resta saber qual a configuração que estará disponível no Brasil. Seja qual for a opção, o novo modelo do scooter está bem interessante e tem tudo para continuar sendo o mais vendido do País. Claro que isso vai depender dos equipamentos que o novo PCX “brasileiro” trouxer e o aumento de preço que as novidades podem acarretar.

Mais Imagens
Clique na foto para ampliar
Topo
Publicidade
  • © 2002-2018 SHOPCAR - Sua Referência em Veículos - Classificados de Carros. Todos os direitos reservados